Mediacine
Destaques da semana

71ª EDIÇÃO DO FESTIVAL DE CANNES DIVULGA PROGRAMAÇÃO

A 71ª edição do Festival de Cannes, uma das mais prestigiadas do cinema mundial, vai acontecer entre os dias 8 e 19 de maio. Com a proximidade do evento, cada vez mais detalhes vão sendo divulgados ao grande público. Entre eles, a confirmação de que a atriz australiana Cate Blanchett presidirá o júri em 2018. Ela será a 12ª mulher no cargo, assumindo o posto ocupado pelo diretor espanhol Pedro Almodóvar no ano passado. O filme de abertura também foi anunciado: Todos lo saben, novo trabalho do iraniano Asghar Farhadi com Penélope Cruz, Javier Bardem e Ricardo Darín. O Festival surpreendeu também os fãs de Guerra nas Estrelas ao divulgar que Han Solo: uma história Star Wars, dirigido por Ron Howard, fará sua première no evento dez antes do lançamento oficial, em 24 de maio. Além disso, Cannes prestará homenagem ao cineasta americano Martin Scorcese, vencedor da Palma de Ouro de 1976 por Taxi driver. Scorcese receberá o prêmio Carrosse d’Or e verá Caminhos perigosos, seu primeiro filme de sucesso que integrou, em 1974, a Quinzena dos Realizadores, exibido durante o Festival. Outra novidade é que os organizadores do evento decidiram por vetar a participação de filmes da Netflix na competição principal. A justificativa é que o do serviço de streaming não lança seus longa-metragens nos cinemas, uma prática que contradiz a política de Cannes. Foram banidas também as selfies no tapete vermelho e as sessões prévias para a imprensa e críticos especializados. O pôster oficial foi tornado público ontem e traz o mítico beijo de Jean-Paul Belmondo e Anna Karina em Pierrot le fou, de Jean-Luc Godard. Mas foi nesta manhã que o festival divulgou a informação mais esperada: a programação oficial. Filmes novos de diretores consagrados como Jean-Luc Godard (The image book) e Spike lee (BlacKkKlansman) estão na mostra principal que disputará a Palma de Ouro. O festival tem ainda uma sessão especial com o filme O grande circo místico, de Cacá Diegues. A programação completa está disponível aqui.


ANIMAÇÃO BRASILEIRA WORK-IN-PROGRESS NO ANNECY GOES TO CANNES

O dispositivo Goes to Cannes oferece a festivais renomados a possibilidade de organizar projeções de filmes em desenvolvimento para que encontrem vendedores e distribuidores e ganhem a atenção do circuito internacional. O Festival de Annecy e seu mercado, o MIFA, passaram a integrar o programa em 2016 e este ano levarão um filme brasileiro ao Marché du Film de Cannes, que vai acontecer de 8 a 17 de maio. Trata-se de Heart of Darkness, de Rogério Nunes, uma adaptação para o cinema do romance epônimo de Joseph Conrad. A produção associa o Brasil (Karmatique Imagens), a França (Les Films d'Ici) e Portugal. Em pré-produção, o filme será ambientado no Rio de Janeiro, em um futuro próximo, e contará a história de um jovem policial chamado Marlow, que deverá encontrar e capturar o Capitão Kurtz, um célebre policial desaparecido sob estranhas circunstâncias. No ano passado, participaram dois filmes brasileiros: Nimuendaju, de Tania Anaya, e Tito e os pássaros, de Gustavo Steinberg, Gabriel Bitar e André Catoto.


MOSTRA DE CINEMA FRANCÊS CONTEMPORÂNEO NO SANTANDER CULTURAL, POA

O melhor do Cinema Francês Contemporâneo chega às telas do Cine Santander Cultural, em Porto Alegre, até o dia 2 de maio. Serão exibidos nove longas-metragens de diferentes gêneros produzidos nos últimos três anos. São eles: Últimas Novidades do Cosmos de Julie Bertuccelli, A Lei da Selva  de Antonin Peretjatko, O Filho de Philippe Lioret, Boa Sorte Argélia de Farid Bentoumi, Os Desastres de Sofia de Christophe Honoré, Louise no Inverno de Jean-François Laguionie, A Horta do Meu Avô de Martin Esposito, Paris à Branca de Lidia Terki, e Swagger de Olivier Babinet. As sessões acontecem de terça a domingo, em três horários: 15h, 17h e 19h. Para complementar a programação, o clássico francês O Pequeno Príncipe, adaptação do livro de Saint-Exupéry dirigida por Stanley Donen em 1974, ganha três sessões com entrada franca no dia 29 de abril. A programação em detalhes está disponível aqui. Apoio: Embaixada da França no Brasil e Aliança Francesa de Porto Alegre.


CURSO COM PHILIPPE DUBOIS: EXPERIÊNCIAS TEMPORAIS COM IMAGEM, RECIFE

O pesquisador da imagem e professor da Universidade Sorbonne Nouvelle - Paris 3, Philippe Dubois, virá ao Brasil para ministrar o curso Experiências temporais com imagens (fotografia, cinema e vídeo). Durante quarto dias, de 16 a 20 de abril, das 14h às 18h, na Fundaj-Derby, em Recife, Dubois vai discutir as interseções entre imagens em movimento e estáticas, questionando seus regimes de velocidade e modo de funcionamento, principalmente no contemporâneo. O curso será ministrado em francês e contará com tradução consecutiva. As inscrições podem ser realizadas aqui. O custo é de 50 reais para graduandos da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e 100 reais para os demais interessados. Serão ofertadas 50 vagas, entre elas 10 serão direcionadas para alunos cotistas (a avaliação será feita pela renda mensal familiar e como critério de desempate sera usada a autodeclaração por cor). Mais detalhes na página do evento. Dúvidas podem ser encaminhadas para organizacaodubois@gmail.com. Realização: PPGCOM-UFPE, em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco e a Embaixada da França no Brasil.


INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O URBAN FILMS FESTIVAL 2018

Primeiro festival francês de curtas-metragens consagrado às culturas urbanas, o Urban Films Festival (UFF) recebe inscrições até 8 de julho no próprio site do evento. Sua 13ª edição acontecerá em Paris em outubro. O festival é dedicado à cidade, às práticas e estilos de vida que dela emanam: história, dança, movimentos culturais, esportes... São aceitas histórias reais, ficções, dramas, comédias, isto é, os olhares mais diversos reunidos sob o denominador comum que é a rua. Assista ao vídeo de chamada às inscrições aqui. Ano passado, o UFF teve, pela primeira vez, uma etapa de qualificação no Brasil, realizada em Goiânia. As etapas de qualificação do festival acontecem ao longo do ano, tanto na França quanto no exterior, e a grande final tem lugar em Paris. A inclusão do Brasil na rota do UFF é uma oportunidade de inserção internacional para projetos e realizadores brasileiros, já que o vencedor receberá um troféu, a participação de seu filme na final internacional em Paris e passagens ida e volta para a capital francesa.


BIG FESTIVAL: INSCRIÇÕES PRORROGADAS, SP

A 5ª edição do BIG Festival (Brazil's Independent Games Festival) acontecerá entre os dias 27 de junho e 1 de julho de 2018. Os desenvolvedores de games interessados em participar ganharam duas semanas, e agora têm até o dia 28 de abril para inscrever seus jogos ou projetos no site. O BIG é o mais importante festival de jogos independentes da América Latina. No ano passado, o evento contou com 768 inscritos, 1.681 reuniões e 240 palestrantes. Além de novidades, como o BIG VR, que englobou debates e experimentos em realidade virtual, o BIG Robotics, um espaço ampliado para apresentações de robôs, e o BIG Animation, em paceria com o Festival Anima Mundi. Em 2016, o evento homenageou a França, país parceiro da indústria brasileira de jogos, através de uma parceria com a Embaixada da França, com o SNJV (Sindicado Nacional dos Videogames, em Francês) e com o Le Game (programa francês de exportação de video game).  O resultado foi uma participação inédita de 18 profissionais franceses (empresas e escolas) que participaram de rodadas de negócios, palestras e atividades do BIG Festival 2016. 


BRLAB LANÇA NOVA CONVOCATÓRIA QUE, PELA PRIMEIRA VEZ, SERÁ ABERTA A PROJETOS DE ANIMAÇÃO

BrLab, a principal plataforma de desenvolvimento de projetos do Brasil, recebe até 27 de abril projetos cinematográficos de ficção e animação para sua próxima edição, que será realizada em São Paulo de 10 a 18 de agosto. Podem participar diretores e produtores de toda Iberoamérica (América Latina, Espanha e Portugal) com projetos de longa-metragem. As inscrições devem ser feitas no site. Neste oitavo ano de realização, o BrLab traz várias novidades. Em primeiro lugar, o laboratório selecionará três projetos de longa-metragem de animação que participarão do laboratório junto aos projetos de live-action e, além disso, receberão consultorias específicas de profissionais da animação. Durante o evento, as duplas de diretores-produtores dos 11 projetos selecionados receberão consultoria integral para suas obras em aspectos chave como roteiro, direção, produção e distribuição. Os participantes selecionados terão ainda a oportunidade de participar de workshops e palestras com reconhecidos profissionais internacionais, como as diretoras Mariana Rondón e Juliana Rojas, as produtoras Agustina Chiarino, Fernanda del Nido e Agustina Llambí, a consultora Paula Astorga, entre outras. O BrLab servirá como marco para duas outras atividades: 3 Puertos Montaje e BrPlot. A primeira é um laboratório de montagem para projetos já filmados que tenham passado, em sua etapa de desenvolvimento, por algum dos laboratórios 3 Puertos Cine –  plataforma para o desenvolvimento de projetos conduzida pelos laboratórios Australab (Chile), Distrital (México) e, desde 2017, BrLab. O BrLab acolherá também a segunda edição do BrPlot - Encontro Internacional de roteiristas que, em associação com a ABRA (Associação Brasileira de Autores Roteiristas), oferecerá uma série de palestras e masterclasses com renomados roteiristas e diretores, brasileiros e estrangeiros, com o objetivo de debater sobre temáticas, abordagens, conceitos e elementos chave na construção de um roteiro e se seus personagens, assim como refletir sobre o mercado brasileiro de roteiro. Criado pela Klaxon Cultura Audiovisual e corealizado pela Spcine e pela Secretaria Municipal de Cultura, o BrLab recebeu cerca de 1700 inscrições em seus sete anos de vida. Um total de 92 projetos de 17 países passou pelo laboratório, 14 dos quais já estrearam, 7 estão em fase finalização e outros 18 estão em estágio avançado de financiamento. 


MOSTRA DE SÃO PAULO ABRE INSCRIÇÕES PARA 42ª EDIÇÃO

Estão abertas, até o dia 20 de julho, as inscrições de filmes para as seções Competição Novos Diretores e Perspectiva Internacional, da 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, que será realizada de 18 a 31 de outubro. Na Competição Novos Diretores, os filmes inscritos devem ser o primeiro ou, no máximo, o segundo longa-metragem realizado pelo diretor. Além disso, devem ter duração mínima de 70 minutos, data de finalização a partir de novembro de 2017 e permanecer inéditos no Brasil até o encerramento das exibições da Mostra. A Perspectiva Internacional, por sua vez, aceita filmes produzidos a partir de janeiro de 2017, também com duração mínima de 70 minutos e inéditos no Brasil – à exceção das produções e coproduções comprovadamente brasileiras, que poderão ter sido exibidas em festivais brasileiros (não comercialmente), mas sem nenhuma apresentação pública ou comercial em São Paulo antes da 42ª Mostra. A ficha de inscrição e o regulamento completo estão disponíveis no site. Ano passado, a França esteve representada por uma centena de obras (coproduções inclusas). Além disso, o diretor francês Paul Vecchiali foi duplamente homenageado com o Prêmio Léon Cakoff e com uma retrospectiva de suas obras.


COMO FOI O INÍCIO DE 2018 PARA O CINEMA NA FRANÇA E NO BRASIL

Segundo dados do CNC (Centre National du Cinéma et de l'Image Animée), 60,89 milhões de entradas foram registradas nas salas francesas no primeiro trimestre de 2018. No quesito participação de mercado, os filmes franceses representaram 43,4% das entradas nesses três primeiros meses, contra 40,6% das produções americanas e 16% de longas-metragens de outras nacionalidades. Duas comédias francesas distribuídas pela Pathé dominaram o box-office: Les Tuches 3, de Olivier Baroux (5,6 milhões de entradas), e La ch’tite famille, de Dany Boon (5,28 milhões de espectadores em cinco semanas). Já no Brasil, o OCA (Observatório do Cinema e do Audiovisual), revelou apenas os resultados dos dois primeiros meses do ano. Passaram pelas salas brasileiras 30,73 milhões de espectadores – 8,95% deles atraídos pela produção nacional. Dois filmes americanos dominaram o box-office: Jumanji, bem vindo a selva, distribuído pela Sony e dirigido por Jake Kasdan (4,76 milhões de entradas) e Pantera Negra, distribuído pela Disney e dirigido por Ryan Coogler (4,1 milhões de espectadores).


NOME DE FERNANDA FARAH VOLTA A SER COGITADO PARA DIRETORIA DA ANCINE

A ex-gerente do BNDES, Fernanda Farah de Abreu Zorman, voltou a ser indicada para a diretoria colegiada da Agência Nacional do Cinema (Ancine). O nome de Farah está na Casa Civil, com a indicação de apoio do ministro da Cultura Sérgio Sá Leitão. É a segunda vez que ela tem seu nome colocado para a posição. Em junho do ano passado, presidente Michel Temer chegou a indicá-la para a vaga aberta na diretoria após a saída de Manoel Rangel. Em agosto, no entanto, o presidente solicitou ao Senado a retirada de tramitação da mensagem que submeteu o nome dela à apreciação dos parlamentares. Agora, ela concorre com outro nome, indicado pela deputada Soraya Santos (PR/RJ): o do servidor da Ancine Selmo Kaufmann. Entidades do setor audiovisual (Adibra, ABTA, CONNE, Abragames, Hub XRBR, EraTransmídia, Abratel, Feneec, Siaesp, Sicav e Apro) vêm manifestando apoio à indicação de Fernanda Farah. A vaga está aberta desde janeiro, com a saída de Roberto Lima.


Cinemaison no Rio de Janeiro

16 e 17 de abril


Em cartaz no Brasil
Baseado em fatos reais

12.04 Baseado em fatos reais

D'après une histoire vraie (França 2017).
De Roman Polanski. Drama em /110’.
Durante o lançamento de seu livro, Delphine conhece Elle, uma de suas fãs. Elle também é escritora, trabalhando como ghost writer em biografias de celebridades. Aos poucos as duas se aproximam, com Elle se tornando cada vez mais presente na vida da autora.
Distribuição: Paris


O parque

26.04 O Parque

Le parc (França 2016).
De Damien Manivel. Drama em /71’.
Verão. Um garoto e uma garota têm seu primeiro encontro num parque. A princípio tímidos e inseguros, logo se descobrem, aproximam-se e, enquanto passeiam, acabam se apaixonando. Mas, à medida que o sol se põe, vai chegando a hora da separação... Começa, então, uma noite escura.
Distribuição: Zeta filmes


À sombra de duas mulheres

26.04 À sombra de duas mulheres

L'ombre des femmes (França, Suíça 2015).
De Philippe Garrel. Drama em /73’.
Pierre e Manon são pobres. Por prazer, fazem documentários sem orçamento algum e se viram em trabalhos temporários para sobreviver. Um dia, Pierre conhece Elizabeth, uma jovem estagiária que se torna sua amante. Apesar de estar apaixonado, ele não quer deixar Manon – a ideia é manter ambos os relacionamentos. No dia que Elizabeth conta que Manon também vive outra relação e está apaixonada por outro homem, Pierre descobre que Manon é seu único e precioso amor.
Distribuição: Fênix Filmes


Na França

INSCRIÇÕES AERTAS PARA O FESTIVAL DES 3 CONTINENTS

O Festival des 3 Continents recebe gratuitamente até 10 de setembro inscrições para sua 40ª edição, que será realizada em novembro de 2018. São aceitos filmes com no mínimo 45 minutos de duração, cujos diretores sejam naturais da África, América Latina ou Ásia. Para participar da mostra competitiva, é necessário também ser inédito na França e ter sido finalizado após 1 de novembro de 2017. Os prêmios concedidos aos ganhadores vão de 1 a 6 mil euros. O regulamento completo está disponível aqui.


CINÉLATINO TRAZ OPORTUNIDADES PARA A COPRODUÇÃO DE DOCUMENTÁRIOS ENTRE A FRANÇA E A AMÉRICA LATINA

O festival Cinélatino Rencontres de Toulouse, em parceria com o canal France 3 Occitanie e as regiões francesas de Occitanie e Pyrénées-Méditerranée, traz pelo segundo ano consecutivo o edital de apoio à produção documental latino-americana e caribenha. O objetivo do edital é apoiar projetos documentais da América Latina ou Caribe ao torná-los coproduções francesas. A convocatória está aberta até o dia 28 de junho no site do festival. Os projetos deverão ser apresentados por produtoras radicadas na região Midi-Pyrénées ou em Languedoc-Roussillon. Aqueles que ainda não tenham um coprodutor na região francesa poderão encontrá-los graças a uma lista colocada à disposição dos interessados no site. A France Télévisions acompanhará a produção do documentário escolhido, que será também transmitido em um ou mais canais regionais da rede France 3. O Cinélatino, por sua vez, programará filme, o incluirá em sua plataforma profissional e fará a promoção do projeto junto à sua rede profissional.


NA EUROPA

PRESENÇA BRASILEIRA NO VISIONS DU REEL, SUÍÇA

O cinema brasileiro documental saiu premiado da Europa em março e, agora em abril, se projeta em um mais um espaço prestigioso dedicado ao gênero. No mês passado, Lembro mais dos corvos, de Gustavo Vinagre, recebeu dois prêmios no festival francês Cinema du Réel: o Prêmio Joris Ivens, entregue pelo Centre National des Arts Plastiques (CNAP), e o Prêmio dos Jovens. Agora, é o suíço Visions du Réel, realizado em Nyon de 13 a 21 de abril, que recebe obras brasileiras. O processo, de María Augusta Ramos, participa da seção principal, a Competência Internacional de Longas-metragens. O filme retrata a sucessão de acontecimentos que culminou no impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Na categoria Burning Lights, dedicada a filmes com linguagem inovadora, participa Música para quando as luzes se apagam, de Ismael Caneppele. O filme traz às telas o cotidiano de um jovem trans no interior do Rio Grande do Sul. Além disso, Os que se vão, de Clarissa Campolina e Luiz Pretti, participam da competição de curtas. Na área da indústria, o Brasil marca presença no Rough Cut Lab, que recebe filmes ainda em seu primeiro corte, com Fico te devendo uma carta sobre o Brasil, de Carol Benjamin. A obra, produzida pela Muiraquitã Filmes, Daza Filmes e Videofilmes, tem estreia prevista para janeiro do ano que vem. Além disso, a parte de mercado do festival se completa com a Media Library, uma vídeoteca composta por 400 títulos recentes de todo mundo, produzidos em 2017 e 2018, e prontos para distribuição ou exibição. Entre os títulos, 42 são latino-americanos, com o Brasil liderando a presença regional.


Na América Latina

PARTICIPAÇÃO BRASILEIRA NO BAFICI, ARGENTINA

Ontem teve início a edição 2018 do Buenos Aires Festival Internacional de Cinema Independente (BAFICI), que se estende até o dia 22 deste mês. O BAFICI se estabeleceu como um dos festivais mais importantes da América Latina e, este ano, completa duas décadas celebrando o cinema independente. O evento contará com programação ampliada e convidados especiais do calibre de Philippe Garrel. O Brasil emplacou quatro filmes nas categorias competitivas: Inferninho de Gustavo Parente e Pedro Diógenes, As Boas Maneiras de Juliana Rojas e Marco Dutra, Azougue Nazaré de Tiago de Macedo e Os dias sem Tereza de Thiago Taves Sombreiro. Já o 15º Buenos Aires Lab (BAL) volta com seu tradicional work in progress, que este ano conta com cinco projetos brasileiros: Livramento de Lillah Halla, Mekukradja de Simone Giovine, Los Silencios de Beatriz Seigner, A pista de dança de Leonardo Mouramateus e Temporada de André de Novais Oliveira.


SIGA-NOS NO FACEBOOK, TWITTER E PELO RSS

Facebook Twitter RSS

Caso não consiga visualizar o conteúdo, clique aqui.

Caso não queira mais assinar este boletim, clique aqui.