Mediacine
Destaques da semana

Festival Internacional de Curtas Metragens de SP

O Festival Internacional de Curtas Metragens de SP realiza este ano sua 29ª edição entre 22 de agosto e 2 de setembro. O evento traz filmes internacionais, latino-americanos e brasileiros, além de apresentar programas especiais a partir dos filmes inscritos.

Uma das convidadas do festival deste ano é Dominique Welinski. A francesa apresentará filmes do programa de coproduções internacionais Film Factory da Quinzaine des Réalisateurs de Cannes, uma vez que é ela a responsável pela direção deste programa e pela seleção dos filmes. Dominique Welinski participa também do Júri Itamaraty do Festival.

Na Seleção Internacional, têm presença confirmada os filmes franceses (Fool Time) Job, de Gilles Cuvelier; Artem Silendi, de Frank Ychou; Cadavre Exquis, de Stéphanie Lansaque e François Leroy; City of Tales, de Arash Nassiri; Deglet Nour, de Sofiane Halis; Doubout, de Pierre Le Gall e Sarah Malléon; Les Baigneuses, de Prin e Anaïs Le Berre; Love he said, de Inés Sedan; Reruns, de Rosto; e La Chasse, de Alexy Alekseev. A coprodução franco brasileira Meninas Formicidas, de João Paulo Miranda Maria, também participa da seção internacional do festival. Já os franceses Basses, de Felix Imberte La nuit des sacs plastiques serão exibidos no programa “Quinzena de Realizadores”.

Na Seleção Brasileira, a produção franco-brasileira Guaxuma, de Nara Normande, se destaca. El hombre de cartón, de Michael Labarca realizado por Venezuela e França, participa da Seleção Latino Americana. Já as coproduções entre França e Suíça Hasta Santiago, de Mauro Carraro, Nain Géant, de Fabienne Giezendanner e Vigia, de Marcel Barelli compõem o Panorama Suíço.

Na programação infantil, estão presentes as produções francesas La chasse, de Alexey Alekseev; Captain Fish, de John Banana. Além disso, as coproduções francesas La plaine de la patience, de Ignacio Rodríguez e Sara Rastegar; Lokosa, de Isabelle MayoreZee Ntuli; Omertà, de Mariam Al Ferjani e Medhi Hamnane; The girl and the dogs, de Guillaume Mainguet e Selma Vilhunene White noise, de Ahmad Ghossein e Lucie la Chimia também serão exibidas no festival.

O festival tem o apoio do Institut Français.


Festival Século XXI: Mulheres, ação! realiza sua primeira edição

A primeira edição do Festival Século XXI: Mulheres, ação! acontece entre os dias 3 e 9 de setembro na Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro. O evento tem o objetivo promover a estruturação de redes feministas e fortalecer as vozes femininas através de filmes e debates.

A grande convidada desta edição é a francesa Nicole Fernández Ferrer, diretora do Centre Audiovisuel Simone de Beauvoir (CASB), uma instituição ligada a questões sociais e temas feministas. Nicole Ferrer, além de apresentar uma programação de filmes do acervo do CASB, realizará uma conferência falando sobre seu trabalho e também sobre filmes brasileiros programados no festival. Ela também fará participações e comentários durante diversas sessões da semana.

A abertura da primeira edição do “Século XXI: Mulheres, ação!" acontecerá no CineMaison no dia 3 de setembro.

O Festival Século XXI: Mulheres, ação! conta com o apoio das instituições Canal Brasil, Centre Audiovisuel Simone de Beauvoir, Cinemateca do MAM,  Instituto Francês do Brasil, Projeto #Colabora e Rio Filme.


Mostra Mundo Árabe de Cinema continua em SP

Até dia 27 de agosto, a 13ª Mostra Mundo Árabe de Cinema, apresenta ao público produções sobre a realidade política, social e cultural de países árabes, além de exibir filmes com temáticas relacionadas à cultura e à imigração árabe. Esta edição visa ressaltar o reconhecimento cultural entre Brasil, América Latina e Mundo Árabe, enlaçando culturas, trajetórias e histórias. Com ingressos a preços populares, os filmes serão exibidos no CineSesc e no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB SP).

Dentre sua programação, a mostra contará com um Panorama Franco Árabe. A sessão traz filmes contemporâneos que dialoguem com o pós-Primavera Árabe nos países francófonos do norte da África e com adaptação e identidade numa Europa pós-colonial. Os filmes franceses exibidos serão Boa Sorte Argélia, de Fami Bentoumi; Com Toda a Minha Força, de Chad Chenouga; Febres, de Hicham Ayouch; Paris à Branca, de Lidia Terki; Primavera em Casablanca, (coprodução entre Bélgica, França e Marrocos) dirigido por Nabil Ayouch; A Amante (coprodução entre Tunísia, Bélgica e França) dirigida por Mohamed Ben Attia; A Bela e os Cães, (coprodução entre Tunísia, França, Suécia, Noruega, Líbano, Qatar e Suíça) da diretora Kaouther Ben Hania; A Natureza do Tempo (Argélia, França e Alemanha) dirigido por Karim Moussaoui; e Assim que Abro Meus Olhos, dirigido por Leyla Bouzid (Tunísia, França, Bélgica e Estados Unidos).

A mostra também apresentará o Panorama Mundo Árabe e o Panorama Cinema Palestino, além da sessão Diálogos Árabes-Latinos. A presença de filmes franceses também se dá nessas programações através da exibição das coproduções Amal, dir. Mohamed Siam; Ensiriados, dir. Phillippe Van Leeuw; O Rei Vai Passar, dir. Hicham Lasri; Uma criada para cada uma, dir. Maher Abi Samra; Volubilis, dir. Faouzi Bensaïdi; Os árabes também dançam, dir. Eran Riklis; e Wajib - Um Convite de Casamento, da diretora Annemarie Jacir.

Para mais informações, acesse www.mundoarabe2018.icarabe.org ou www.facebook.com/mostramundoarabe/.


Os filmes franceses da 3° edição do Santos Film Fest

Do 28 de agosto ao 5 de setembro acontece na cidade de Santos, a 3° edição do Santos Film Fest, festival de cinema que visa promover o cinema, especialmente o nacional, o resgate histórico, a formação de público, a democratização de acesso à cultura e o intercâmbio entre cidades e países.

Este ano, o festival apresenta filmes franceses emprestados pela Cinemateca da Embaixada da França : Louise no inverno de Jean-François Laguionie, Aya de Clément Oubrerie e Marguerite Abouet, Tempestade de  Samuel Collardey, O Que estamos esperando de Marie-Monique Robin, O Efeito aquático  de Sólveig Anspach , Com Toda a minha força  de Chad Chenouga, As Pepitas de Xavier de Lauzanne, A horta do meu avô de Martin Esposito, Wallay de Berni Goldblat, Paris à branca de Lidia Terki, No clima de Melville de Benjamin Clavel.

Mais informações no site do festival.


CineBH e CineMundi

De 28 de agosto a 2 de setembro, a cidade de Belo Horizonte sedia dois importantes eventos: a Mostra Internacional de Cinema de Belo Horizonte e o Brasil CineMundi – International Coproduction Meeting.

O CineBH se apresenta como um espaço de formação e reflexão sobre a sustentabilidade do cinema nacional, mostrando, ainda, possibilidades e viabilidades de coprodução internacional. A programação é gratuita e oferece exibições de filmes nacionais e internacionais. Já o Brasil CineMundi tem como função principal a reunião de profissionais do audiovisual que vêm ao Brasil em busca de negócios futuros.

Em 2018, 24 profissionais da indústria audiovisual de mais de 10 países desembarcam no Brasil. Dentre eles, já tem presença confirmada dos franceses Jacques Pelissier (distribuidor), Justin Pechberty (produtor), Laurence Reymond (produtora), Nathalie Trafford (produtora), Pierre-Alexis Chevit (coordenador de Projetos) e Séverine Roinssard (produtora e coordenadora).         

O CineBH conta com o apoio do Institut Français e da Cinemateca da Embaixada oara sua realização.

Para acessar a programação completa dos filmes que serão exibidos no festival, basta acessar o site do festival.


FESTiFRANCE: Mostra Francesa de Cinema

Este ano, o FESTiFRANCE celebra sua quarta edição. A partir de setembro até novembro de 2018, o festival leva gratuitamente ao público oficinas, debates e workshop de cinema, além de dias com shows musicais. O festival é uma mostra competitiva de cinema francês no Brasil composta por curtas, médias e longas-metragens, divididos nas categorias Longas e Curtas-Metragens de Animação e Ficção e que inicia sua programação em Belo Horizonte depois roda por outras cidades do Brasil.

Neste ano, o festival, que visa difundir a cultura francesa pelo território brasileiro, assume um caráter mais social e humano. Assim, este ano o evento conta com uma programação especial e inédita o ‘’FESTiFRANCE Dans les Favelas’’, que será realizado com a ajuda dos moradores das favelas, dos colaboradores e de voluntários. Também acontecerá no evento deste ano o ‘’FESTiFRANCE La voix du cinéma français’’, programa que realiza aulas de francês com professores franceses, além das projeções de filmes franceses em salas de cinema.

A produtora, diretora, escritora e atriz francesa Sonadie San estará presente no festival desse ano, vindo apoiada pelo Institut Français. A francesa já atuou em filmes como Recreation, de Ayoub Luhabi, e Soudain le Silence, de Michel Préfontaine, além de ter dirigido o curta Ouvre les yeux. Ela conduzirá varios workshops de direção, roteiro, produção de curtas, em diversas cidades do Brasil : em Belo Horizonte, no Circuito das favelas BH,  Contagem, Eldorado, em escolas de Betim, em Iguarape, Ouro Preto, Mariana, Resplendor, Manhuaçu, Carmesia e uma presencia em Porto Alegre e no Rio está prevista também.

O evento é organizado pela Sokol.M Company, empresa francesa que atua na produção e divulgação de eventos culturais. Mais informações aqui.


A 11a edição do Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul

O “Encontro de Cinema Negro Zózimo Bulbul – Brasil, África e Caribe” selecionou filmes nacionais e internacionais, entre longas e curtas, para celebrar o cinema negro no país, fortalecendo a identidade negra e incentivando o intercâmbio cultural Brasil-África através de exibições, debates e de um processo formativo com palestras e seminários. O evento é uma alternativa para diminuir a lacuna existente na produção cinematográfica negra brasileira.

A décima primeira edição do evento contará com a presença do professor e cineasta da Etiópia Haïlé Gerima, premiado inúmeras vezes com seu filme Sankofa (1993). Seu último longa-ficcional Teza (2008) ganhou o Etalón de Ouro, prêmio máximo do Festival Panafricano de Cinema e Televisão de Ouagadougou. Além disso, também estará presente no evento Manthia Diawara, considerado como o maior crítico de cinema africano da atualidade, diretor de documentários, escritor e professor da NYU e da Sorbonne, com seis livros publicados em diversas línguas.

O encontro ocorre no Rio de Janeiro entre os dias 30 de agosto e 9 de setembro nos espaços do Cine Odeon Net Claro - Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, Centro Cultural Justiça Federal, Museu de Arte do Rio (Praça Mauá) e Cine Arte UFF (Niterói).


Mostra AF de Cinema 2018 em Florianópolis

A Aliança Francesa de Florianópolis apresenta entre os dias 3 e 12 de setembro, no cinema do CIC, a Mostra AF de Cinema 2018. Dentre os 10 filmes franceses que serão exibidos gratuitamente, os destaques da mostra são Petit Paysan (O pequeno Fazendeiro), de Huber Charuel, vencedor do César de Melhor Primeiro Filme em 2017, Wùlu, dirigido pelo diretor franco-malinês Daoda Coulibaly, e os clássicosLe Mépris (O Desprezo)de Jean-Luc Godard e Le Salaire de la Peur (O Salário do Medo), de Henri-Georges Clouzot.

Também será exibida a animação crítica baseada em HQ, Aya de Yopougon (Aya), de Marguerite Abouet e Clément Oubrerie, o documentário Swagger, de Olivier Babinet, a biografia musicalBarbara, de Mathieu Amalric a comédia Ciumenta, de David Foenkinos, além dos dramas Une Vie Violente(Uma vida violenta),de Thierry de Peretti eA peine j'ouvre les yeux (Assim que abro meus olhos), de Leyla Bouzid.

Além das sessões no cinema do CIC, a mostra acontecerá também em sessões fechadas para alunos do IFSC-Continente, promovendo 10 sessões de cinedebate com o documentário Swagger em escolas de Florianópolis.

A Mostra de Cinema AF 2018 é patrocinada pela ENGIE Brasil Energia e é apoiada pelo Institut Français, Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, Instituto Federal de Educação de Santa Catarina - Campus Florianópolis, Cinema e Audiovisual Unisul, MIS-SC, Fundação Catarinense de Cultura e Governo de Santa Catarina.


Cinemaison no Rio de Janeiro

CINEMAISON 20.08 | 21.08


Em cartaz no Brasil
Troca de rainhas

16.08 Troca de Rainhas

L'echange des princesses (Bélgica, França 2017).

De Marc Dugain. Com Anamaria VartolomeiLambert WilsonOlivier Gourmet. Drama.

Em 1721, para manter a paz entre França e Espanha após anos de guerra, o regente da França propõe uma troca de princesas que resulta no noivado do rei da França, Louis XV, de 11 anos, com Anna Maria Victoria, 4 anos, e as do príncipe herdeiro Louis, de 11 anos, com Louise-Elisabeth d'Orleans, 12 anos. Porém, a chegada dessas princesas pode comprometer os jogos de poder na Corte.

Distribuição: Pandora Filmes


A outra mulher

16.08 A outra mulher

Amoureux de ma femme (França 2018).

De Daniel Auteuil. Com Gérard DepardieuSandrine KiberlainDaniel Auteuil. Comédia dramatica em /’.

Daniel é um homem de imaginação fértil que ao conhecer a nova namorada de seu melhor amigo se pega fantasiando sobre ela. Ele é casado com uma mulher por quem se sente apaixonado, mas não conseguindo escapar de suas fantasias, ele deixa a cautela de lado e está disposto a realizar seus mais loucos sonhos.

Distribuiçao: Imovision.


Você nunca esteve realmente aqui

9.08 Você nunca esteve aqui

You were never really here (Estados Unidos, França, Grã-Bretanha (Reino Unido, UK) 2017).

De Lynne Ramsay. Com Joaquin PhoenixEkaterina SamsonovJohn Doman. Drama em /89’.

Joe, um veterano de guerra, ganha a vida resgatando jovens desaparecidas. Quando uma missão fica fora de controle, os pesadelos de Joe o alcançam enquanto uma conspiração é descoberta, levando a uma viagem que pode ser para a sua morte ou para seu despertar.

Distribuição: Supo Mungam Films


A aparição

9.08 A aparição

L'appatirion (França 2018).

De Xavier Giannoli. Com Galatéa BellugiPatrick d'AssumçaoVincent Lindon. Drama em /144’.

Jacques é um repórter e recebe um misterioso telefonema do Vaticano sobre uma jovem que afirma ter visto a aparição de Virgem Maria. Os rumores se espalham e ele aceita fazer parte de uma comissão de investigação sobre o caso.

Distribuição: Mares Filmes/A2 Filmes.


Na França

Festival Biarritz Amérique Latine anuncia 3 curtas brasileiros entre selecionados

Este ano, o Festival Biarritz América Latina acontece na França entre os dias 24 e 30 de setembro.

Dentre os 10 títulos de curta metragem selecionados para a competição deste ano, 3 filmes são brasileiros: Guaxuma, de Nara Normande; O órfão, de Carolina Markowicz; e Repulsa, de Eduardo Morotó. O júri para os curtas-metragens será composto por Jayro Bustamante, Aurélie Chesné e Caroline Maleville.

Para mais detalhes sobre a edição deste ano do Biarritz Latin Film Festival, acesse o site do festival.


NA EUROPA

Festival Internacional de Cinema de Veneza

No 75º Festival Internacional de Cinema de Veneza, que será realizado entre os dias 29 de agosto e 8 de setembro, cerca de 40 filmes estrearão nesta edição do mais antigo festival de cinema do mundo.

Os filmes franceses Doubles vies de Olivier Assayas, Les Frères Sisters de Jacques Audiard e Frères Ennemis de David Oelhoffen participam da competição internacional do festival, além de inúmeras produções e coproduções de longas e curtas franceses. Além disso, um projeto de documentário francês Banc d’attente, co-produzido por Alemanha e Chade, foi selecionado para o 6º Seminário Final Cut em Veneza, seminário cuja a missão é finalizar projetos internacionais de países africanos ou do Oriente Médio.

Além disso, na edição deste ano, três filmes de produção brasileira participam do festival: Deslembro, de Flavia Castro, na mostra Horizontes, Domingo, de Clara Linhart e Fellipe Barbosa, na Venice Days, e Humberto Mauro, de André di Mauro na Venice Classic Documentary.

A edição deste ano do Festival de Veneza também apresenta a segunda edição do seu programa de realidade virtual, o Venice VR. Nele, a participação francesa é representada através de sete produções dentro e fora da competição.


Festival Internacional de Cinema de Locarno

Encerrou-se no dia 11 de agosto a 71ª edição do Festival Internacional de Cinema de Locarno. Nela, produções de diversas partes do mundo foram exibidas com exclusividade pelo festival, que contou, ainda, com sua tradicional premiação do Leopardo de Ouro.

O grande vencedor do festival deste ano foi o filme A Land Imagined, de Yeo Siew Hua, o primeiro filme de Singapura a concorrer na categoria principal. O prêmio especial do júri na seção First Look (Primeiro Olhar) foi para a produção francesa M, de Yolande Zauberman, enquanto o título de melhor direção foi para Dominga Sotomayor por Tarde para morir joven, coprodução entre Chile, Brasil, Argentina, Holanda e Catar.

O prêmio para melhor atriz foi dado para Andra Guti por sua atuação na coprodução entre Romênia, Suécia e França, Alice T, de Radu Muntean. Já o prêmio de melhor ator foi para Ki Joobong, em Hotel by the River, de Hong Sangsoo. Além disso, Le Vent Tourne, coprodução entre Suíça, França e Bélgica, com direção de Bettina Oberli, recebeu o prêmio Variedades Piazza Grande.

O festival contou ainda com a presença de três artistas franceses nos júris do festival. Emmanuel Carrère foi jurado da Competição Internacional, Laetitia Dosch do Júri Concorso Cineasti del Presente e Yann Gonzalez o presidente do Júri Pardi di Domani (curtas metragens). Além disso, Bruno Dumont recebeu um Pardo d'Onore durante a exibição de seu longa Coincoin et les Z'Inhumains no festival, além de ter três de seus filmes exibidos na sessão História(s) do Cinema.

Para mais informações sobre os detalhes e premiados durante a 71a edição do Festival Internacional de Cinema de Locarno, acesse o site do evento.


SIGA-NOS NO FACEBOOK, TWITTER E PELO RSS

Facebook Twitter RSS

Caso não consiga visualizar o conteúdo, clique aqui.

Caso não queira mais assinar este boletim, clique aqui.