Un Air de Famille

(França 1996).

De Cédric Klapisch. Comédia dramatica em /110’.

Na família Ménard há um ritual: todas as semanas, eles se reúnem à noite, num café, cujo dono é Henri e depois todos vão jantar no «Aux ducs de Bretagne», o melhor restaurante do pequeno subúrbio provinciano. Um incidente irá perturbar os hábitos: Arlette, a mulher de Henri, falta à chamada. Ela viajou uma semana para pensar... O drama, que poderia ser mínimo, vai derivar, crescer e amplificar outros dramas profundos da família, conservados e alimentados desde a infância. Ao final da reunião, cujo único elemento alegre é o aniversário de Yolande, para quem ninguém liga, a tensão sobe, as revelações eclodem, com aquele aspecto ridículo e desmesurado que tomam muitas vezes os verdadeiros dramas de família. Uma família é como um presente, já que lhe foi oferecida, há uma certa obrigação de ficar com ela...