Diretores e Atores

Conheça melhor os profissionais envolvidos na produção de filmes franceses

Há 5166 registros disponíveis.

Abbas Kiarostami

Abbas Kiarostami

Diretor

Nasceu em 1940, no Irã. Estudou na Escola de Belas Artes de Teerã, onde começou a trabalhar como designer gráfico e diretor de comerciais. Em 1969, fundou o departamento de cinema do Instituto de Desenvolvimento Intelectual para Crianças e Jovens, onde dirigiu seus primeiros curtas. Entre seus filmes destacam-se Gosto de Cereja (1997), Palma de Ouro no Festival de Cannes, O Vento nos Levará (1999), prêmio especial do júri no Festival de Veneza, e Dez (2002).

Resumo

Abdellatif Kechiche

Abdellatif Kechiche

Diretor

Nascido na Tunísia, Abdellatif Kechiche chegou a Nice com 6 anos e fez curso de teatro no Conservatório de Antibes. Em "A Culpa é de Voltaire" descreve o dia a dia de um imigrante ilegal, entre detenções e encontros amorosos, e revela seu talento de observador cuidadoso, mas também seu lado romântico e seu amor pelos atores (Sami Bouajila e Aure Atika). Suas qualidades lhe rendem o Leão de Ouro de Melhor Filme de Estreia em Veneza, em 2000. Em 2003, ele dirige "A Esquiva", ensaio sobre as restrições e aberturas causadas pela linguagem, que derruba vários clichês sobre os conjuntos habitacionais. O filme é elogiado por uma crítica unânime antes de se revelar o grande ganhador do César, com 4 prêmios, dentre os quais o de melhor filme. Ele então começa a filmar "O Segredo do Grão", que conta a luta de um velho imigrante argelino que quer abrir um restaurante em Sète e que é recebido triunfalmente no Festival de Veneza de 2007, além de receber quatro Césars, dentre os quais o de melhor diretor. O diretor também recebeu a Palma de Ouro do Festival de Cannes 2013 pelo filme "A vida de Adele".

Resumo

Abderrahmane Sissako

Abderrahmane Sissako

Diretor

Nascido em 1961 em Kiffa, Abderrahmane Sissako passou a infância em Mali. Em 1983 vai a Moscou onde estuda cinema no VGIK, instituto federal de estado de cinema. Em 1989 tira o diploma e roda seu primeiro filme Le Jeu,selecionado para a quinzena de diretores do festival de Cannes. Reside e trabalha na frança onde se dedica à carreira de cineasta. Seus principais trabalhos: Le Jeu, 1991, curta-metragem, ficção. O diretor sempre teve a África no coração de seus filmes, o exílio marcou seu cinema como demonstra o brilhante Octobre, média-metragem filmadoem Moscou (1993) ganhador de diversos prêmios, dentre os quais ''Un certain Regard'' no Festival de Cannes em  1993. Dirigiu também o curta-metragem Le Chameau et les bâtons flottants (1995). Posteriormente dirigiu o curta-metragem Sabriya (1996), dentro da coleção intitulada pela produtora ARTE de ''African Dreaming'' e  Rostov-Luanda (1997), (dentro do evento Dokumenta Kassel 97). Possui  olhar crítico tanto para a ficção e documentário, como para a política e para a poética, sendo um dos diretores que trata com mais precisão a cerca do continente africano nos últimos anos. Em 1998 ele termina seu longa-metragem de ficção La vie sur terre. ''En attendant le bonheur" foi selecionado no Festival de Cannes de 2000 para concorrer na categoria ''Un Certain Regard''. O seu filme chamado Bamako (2006) foi apresentado no Festival de Cannes, fora da competição e conheceu um grande sucesso mediático.

Resumo