Mathieu Amalric

Mathieu Amalric

Biografia

Nasceu em 1965, na França. Iniciou sua carreira em cinema realizando pequenas tarefas, até chegar a assistente de direção e passar a atuar. Em 1997, ganhou o César de Melhor Ator Promessa por <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Comment je me suis disputé (Ma vie sexuelle)</span>, de Arnaud Desplechin, e dirigiu seu primeiro longa, <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Mange ta soupe</span>. Seu longa <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">La Chose publique</span>(2003) estreou na Quinzena dos Realizadores. Como ator participou de filmes como <span style="font-weight: bold; font-style: italic;">Munique</span>, de Spielberg, e <span style="font-style: italic; font-weight: bold;">O Escafandro e a Borboleta</span>, de Julian Schnabel.




Participação nos filmes

  • O Caso Marcorelle
  • O Caso Marcorelle
  • O Caso Marcorelle

O Caso Marcorelle

L'Affaire Marcorelle (França 1999). De Serge Leperon. Com Dominique Reymond, Irène Jacob, Jean-Pierre Léaud, Mathieu Amalric, Philippe Khorsand. Em cores/90’.

Sinopse

Sinopse

Numa noite de solidão, François Marcorelle, juiz em Chambery, acaba no quarto de uma jovem polonesa, garçonete num restaurante turco da cidade. Nessa ocasião, ele comete um assassinato. Na verdade, ele acredita ter cometido um homicídio, pois segundo o seu amigo Georges, trata-se apenas de uma de suas costumeiras fabulações, o fruto de um sentimento de culpa que o oprime desde sempre e que o conduzirá à circunstâncias concretamente embaraçosas.
  • O Escafandro e a Borboleta
  • O Escafandro e a Borboleta
  • O Escafandro e a Borboleta
  • O Escafandro e a Borboleta
  • O Escafandro e a Borboleta

O Escafandro e a Borboleta

Le Scaphandre et le papillon (Estados Unidos, França 2007). De Julian Schnabel. Com Emmanuelle Seigner, Marie-Josée Croze, Mathieu Amalric. Em cores/112’.

Sinopse

Sinopse


Jean-Dominique Bauby tem 43 anos, é editor da revista Elle, e um apaixonado pela vida. Mas, subitamente, tem um derrame cerebral. Vinte dias depois, ele acorda. Ainda está lúcido, mas sofre de uma rara paralisia: o único movimento que lhe resta no corpo é o do olho esquerdo. Bauby se recusa a aceitar seu destino. Aprende a se comunicar piscando letras do alfabeto, e forma palavras, frases e até parágrafos. Cria um mundo próprio, contando com aquilo que não se paralisou: sua imaginação e sua memória.
Baseado no livro de Jean-Dominique Bauby.
* Prêmio de Melhor Diretor no Festival de Cannes 2007 *.

  • Os fantasmas de Ismael
  • Os fantasmas de Ismael
  • Os fantasmas de Ismael
  • Os fantasmas de Ismael

Os fantasmas de Ismael

Les fantomes d’Ismaël (França 2017). De Arnaud Desplechin. Com Charlotte Gainsbourg, Marion Cotillard, Mathieu Amalric. Em cores/117’.

Sinopse

Sinopse

Ismael e Sylvia levam juntos uma vida tranquila. Mas, enquanto ele se prepara para o início das filmagens do seu novo filme, sua vida sai fora de controle com a volta de sua esposa Carlotta, desaparecida há 20 anos.
  • Pare ou Eu Sigo em Frente
  • Pare ou Eu Sigo em Frente
  • Pare ou Eu Sigo em Frente

Pare ou Eu Sigo em Frente

Arrête ou Je Continue (França 2014). De Sophie Fillières. Com Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric. Em cores/102’.

Sinopse

Sinopse

Seu filho crescido saiu de casa, a mesa do escritório está cheia de formigas e seu marido corre atrás do ônibus e a deixa parada na rua. A vida de Pomme se tornou um apanhado de decepções. Ao longo dos anos, Pomme e Pierre se distanciaram e a sua relação, embora não esteja morta, já não está mais muito viva. Até a tentativa de tomar champanhe a dois falha quando a garrafa explode no freezer. Um dia, eles saem para caminhar e Pomme decide ficar na floresta, sozinha.
  • Quando Estou Amando
  • Quando Estou Amando
  • Quando Estou Amando
  • Quando Estou Amando
  • Quando Estou Amando

Quando Estou Amando

Quand j'étais chanteur (França 2006). De Xavier Giannoli. Com Cécile de France, Gérard Depardieu, Mathieu Amalric, Patrick Pineau. Em cores/112’.

Sinopse

Sinopse


Alain Moreau é um cantor de bailes, com uma carreira estabelecida nas pequenas casas de show do interior da França. Galanteador, solitário e já um tanto envelhecido, ele tem sua vida profundamente alterada quando conhece Marion, uma jovem corretora de imóveis recém-divorciada. A relação entre os dois vai afetar a vida de todos aqueles que vivem em torno deles.

*Gérard Depardieu, que interpreta o cantor, também gravou todas as canções que canta ao longo do filme.
* Participou da competição do Festival de Cannes de 2006.

  • Reis e Rainha
  • Reis e Rainha
  • Reis e Rainha
  • Reis e Rainha
  • Reis e Rainha

Reis e Rainha

Rois et reine (França 2004). De Arnaud Desplechin. Com Catherine Deneuve, Emmanuelle Devos, Hippolyte Girardot, Jean-Paul Roussilon, Mathieu Amalric, Maurice Garrel, Nathalie Boutefeu. Em cores/150’.

Sinopse

Sinopse


Nora e Ismael são ex-amantes com vidas bem diferentes. Enquanto ela é diretora de uma bem-sucedida galeria de arte, às vésperas de seu terceiro casamento, ele é talentoso violinista prestes a ser internado em um hospital psiquiátrico. Quando Nora descobre que o pai está com câncer, decide pedir ajuda a Ismael, que tenta de todas as formas escapar da internação.
* Selecionado para a competição oficial do Festival de Veneza de 2004, o filme rendeu a Mathieu Amalric o prêmio César de Melhor Ator em 2005.

  • Turnê
  • Turnê
  • Turnê
  • Turnê
  • Turnê

Turnê

Tournée (França 2010). De Mathieu Amalric. Com Mathieu Amalric. Em cores/111’.

Sinopse

Sinopse


Joachim, ex-produtor de televisão francês, largou tudo para recomeçar a vida na América, onde formou um grupo de show-girls no estilo New Burlesque. Agora leva a turma numa grande turnê pela França. Apesar dos hotéis vagabundos e da falta de dinheiro, as moças não se deixam abalar e fazem muito sucesso, esbanjando um mundo de fantasia repleto de hedonismo e ternura. No entanto, a tão sonhada noite de encerramento em Paris tem que ser cancelada quando Joachim, traído por um velho amigo, perde o teatro que hospedaria o espetáculo.
* Prêmio de Melhor Direção no Festival de Cannes 2010 *
* Indicado a Melhor Filme no César 2011

  • Um banho de vida
  • Um banho de vida
  • Um banho de vida

Um banho de vida

Le grand bain (França 2018). De Gilles Lellouche. Com Benoît Poelvoorde, Guillaume Canet, Mathieu Amalric. Em cores/122’.

Sinopse

Sinopse

Bertrand está no "auge" dos seus quarentas anos e sofre de depressão. Depois de usar uma série de medicamentos que não surtiram nenhum efeito, ele começa a frequentar a piscina municipal do bairro em que vive. Lá ele conhece outros homens com histórias semelhantes a sua. Sob o comando de Delphine, uma ex-atleta vitoriosa, o grupo forma uma equipe de nado sincronizado masculina, algo incomum dentro do esporte.
  • Um Conto de Natal
  • Um Conto de Natal
  • Um Conto de Natal
  • Um Conto de Natal
  • Um Conto de Natal

Um Conto de Natal

Un conte de Noël (França 2008). De Arnaud Desplechin. Com Catherine Deneuve, Chiara Mastroianni, Emmanuelle Devos, Jean-Paul Roussilon, Mathieu Amalric. Em cores/143’.

Sinopse

Sinopse


Há muitos anos, Abel e Junon perderam o pequeno Joseph. A tragédia marcou a vida de seus outros dois filhos, Elizabeth e Henry. Hoje, Elizabeth é uma dramaturga reclusa, Henry é desregrado e alcoólatra, e eles não se falam. Quando Junon descobre que precisa de um transplante de medula, toda a família faz testes e os únicos doadores compatíveis revelam-se Henry e o filho de Elizabeth. No dia de Natal, todos se reúnem e decisões difíceis devem ser tomadas. Mas antes a família precisa resolver questões mais antigas.
* Prêmio Especial no Festival de Cannes 2008 *.

  • Um homem de verdade
  • Um homem de verdade

Um homem de verdade

Un homme, un vrai (França 2002). De Arnaud Larrieu, Jean-Marie Larrieu. Com Daniel Cohen, Hélène Fillières, Mathieu Amalric, Philippe Suner, Pierre Pellet. Em cores/120’.

Sinopse

Sinopse

Durante uma noite parisiense, Bóris, um aprendiz de cineasta, e Marilyne, importante funcionária de uma empresa de informática, brincam de amor e cumplicidade um pelo outro no mesmo dia em que se conheceram. Acabam realmente se apaixonando. Cinco anos depois... Marilyne, acompanhada de Bóris e de seus filhos, viaja para Ibiza numa viagem de negócios. Quando Bóris, cansado do papel de "dono de casa" se prepara para deixá-la, Marilyne desaparece com uma aventura amorosa. Cinco anos depois... Marilyne reaparece no interior dos Pirineus guiando um grupo de americanas em estágio de "ressourcing". Ela descobre que o homem que lhes mostrará o misterioso acasalamento dos galos de bruyère em alta montanha não é ninguém menos que Bóris. Alguns anos antes eles fingiram que se conheciam, embora não se conhecessem. Agora, Marilyne e Bóris fingirão ser desconhecidos, embora se conheçam.