Léa Seydoux

Léa Seydoux

(1985)



Participação nos filmes

  • O Diário de uma Camareira
  • O Diário de uma Camareira

O Diário de uma Camareira

Journal d’une femme de chambre (Bélgica, França 2015). De Benoit Jacquot. Com Léa Seydoux, Vincent Lindon. Em cores/95’.

Sinopse

Sinopse

1900. Célestine, uma jovem camareira, que é muito cobiçada por conta de sua beleza, acaba de chegar de Paris para trabalhar para a família Lanlaire. Enquanto foge dos avanços de seu mestre, ela deve lidar com a rigorosa personalidade de Madame Lanlaire, que governa o lar com um punho de ferro. Ao mesmo tempo, Célestine conhece Joseph, um misterioso jardineiro que está profundamente apaixonado por ela.
  • Rosas A Crédito
  • Rosas A Crédito
  • Rosas A Crédito

Rosas A Crédito

Roses à crédit (França 2010). De Amos Gitai. Com Ariane Ascaride, Arielle Dombasle, Catherine Jacob, Léa Seydoux, Pierre Arditi. Em cores/113’.

Sinopse

Sinopse

Daniel e Marjoline se casam na França pós-Segunda Guerra, em meio a discursos patrióticos da Resistência Francesa e crescente materialismo. Marjoline, uma garota atraente porém fútil, logo se transforma em uma consumidora por excelência, devorando avidamente revistas e anúncios à procura de novas roupas e itens para sua casa. Daniel, por outro lado, é mais um sonhador, apaixonado pelas rosas que faziam parte de um negócio familiar e que ele herdou juntamente com o patrimônio da família.

  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent
  • Saint Laurent

Saint Laurent

(França 2014). De Bertrand Bonello. Com Gaspard Ulliel, Jérémie Renier, Léa Seydoux. Em cores/150’.

Sinopse

Sinopse

Entre os anos 1967 e 1976, o estilista Yves Saint-Laurent reinou sozinho no mundo da alta costura francesa. Esta biografia mostra o seu processo criativo, as fotografias e entrevistas polêmicas, a relação com o marido e empresário Pierre Berger, os casos amorosos extra-conjugais e a relação com o álcool e as drogas, que quase destruíram o império da marca YSL.