Jean-Loup Felicioli

Jean-Loup Felicioli

Biografia

Animador de filmes de animação francês, ele nasce em 1960, em Albertville, e estuda nas escolas de Belas-Artes de Annecy, Estrasburgo, Perpignan e Valence. Desde 1987, é animador no estúdio Folimage, sediado em Bour-lès-Valence, onde trabalha em dupla com Alain Gagnol, roteirista. Eles já realizaram vários filmes de animação, como "Sculpture/Sculptures" (1989), "Le Wall" (1991), "L'Egoïste" (1995), "Les Tragédies minuscules" (1998), "Le Nez à la fenêtre" (2001), "O Corredor" (2005), "Mauvais temps (2006). Misturando narração e diálogos, seu tipo de desenho é muito ilustrativo, poético e nunca perde a graça infantil. Esta equipe talentosa cria um universo original, a promessa de um belo futuro.




Participação nos filmes

  • Garoto fantasma
  • Garoto fantasma
  • Garoto fantasma

Garoto fantasma

Phantom Boy (Bélgica, França 2017). De Alain Gagnol, Jean-Loup Felicioli. Em cores/84’.

Sinopse

Sinopse

Um garoto super-poderoso ajuda um policial de cadeira de rodas em sua tentativa de derrubar um líder da multidão.
Le Wall

Le Wall

(França 1992). De Jean-Loup Felicioli. Em cores/7’.

Sinopse

Sinopse


Dois personagens erguem um muro entre eles para acabar com sua luta. Em cada lado, a vida é organizada de forma diferente, até o seu reencontro... em outro lugar!
Faz parte do DVD Bric et Broc, do estúdio de animação Folimage

  • Um Gato em Paris
  • Um Gato em Paris
  • Um Gato em Paris
  • Um Gato em Paris

Um Gato em Paris

Une vie de chat (França 2010). De Alain Gagnol, Jean-Loup Felicioli. Em cores/60’. Classificação etária 10 anos.

Sinopse

Sinopse


Dino é um gato que divide sua vida entre duas casas. Durante o dia, ele vive com Zoé, a filha de Jeanne, uma delegada de polícia. Durante à noite, ele escala os tetos de Paris em companhia de Nico, um ladrão de grande habilidade. Jeanne está investigando vários roubos de joias e ainda precisa cuidar da vigilância do Colosso de Nairóbi um grande monumento cobiçado pelo bandido Costa. Dino é testemunha de tudo que acontece e viverá muitas aventuras.
"Uma pequena jóia lúdica, poética e extremamente colorida no mundo finalemente bastante clássico da animação para as crianças". -Matthias Galante, Le Parisien