Aude Chevalier-Beaumel

Aude Chevalier-Beaumel

Biografia

Nasceu em 1982, na França. Formada na Escola de Belas Artes de Montpellier, filmou seu primeiro documentário na periferia de Porto Alegre. Em 2005, começou a registrar terreiros de religiões afro-brasileiras. Realizou dois curtas, Calunga e Entrevistas, além de uma série de fotografias sobre o tema. Trabalhou em produções brasileiras com Direção de Arte e Câmera. Em 2009, lançou no Rio de Janeiro a exposição fotográfica P.A.F.- Perfuração por Arma de Fogo.




Participação nos filmes

  • Estrada
  • Estrada
  • Estrada

Estrada

(Brasil, França 2010). De Aude Chevalier-Beaumel. Em cores/90’. Classificação etária 14.

Sinopse

Sinopse

De Aude Chevalier-Beaumel.


Boa parte da população carioca concorda com a “Política de Confronto” para combater o tráfico de drogas, acredita que “bandidos têm que morrer”, e praticam a política da indiferença frente a uma média de 15 mortes diárias por arma de fogo no Rio de Janeiro. A violência urbana é mostrada através das histórias de vida e de morte de jovens, que na maioria, cresceram nas favelas e periferia da cidade, vítimas da ação de arma de fogo. Esses mortos anônimos são homenageados e voltam a ter um nome e uma história, numa realidade em que a dor é de todos.
Mais informação sobre o filme em: www.estradafilm.blogspot.com


  • Sexo, Pregações e Política
  • Sexo, Pregações e Política
  • Sexo, Pregações e Política

Sexo, Pregações e Política

(Brasil 2016). De Aude Chevalier-Beaumel, Michael Gimenez. Em cores/72’.

Sinopse

Sinopse

O Brasil vende a imagem de sociedade onde a sexualidade é liberada e a diversidade respeitada. No entanto, se revela um país conservador, onde mulheres morrem pela proibição do aborto e onde há mais assassinatos de LGBTs no mundo. Das vítimas à esfera política, um olhar afiado sobre o paradoxo da liberdade sexual.