Alain Resnais: o revolucionário discreto

Alain Resnais: o revolucionário discreto


São Paulo, Cinusp, 03 a 14/06/2013

O CINUSP Paulo Emílio, em parceria com a Cinemateca da Embaixada da França no Brasil, apresenta uma mostra em homenagem ao realizador, na qual estão reunidos dez de seus mais importantes longas-metragens, além de cinco dos curtas-metragens que dirigiu no início de sua carreira e de um documentário sobre sua vida e obra, produzido pela televisão francesa em 1980.

Nascido em 1922 na cidade de Vannes, Resnais cursou montagem e edição na famosa escola do IDHEC, realizou experimentos com uma câmera 16mm e trabalhou como montador em filmes como Paris 1900, dirigido por Nicoles Védrès em 1947. Ao longo das décadas de 1940 e 50, seguiu realizando documentários de curta-metragem por encomenda, como Van Gogh, que lhe rendeu um prêmio na Bienal de Veneza de 1948, e Noite e Neblina, documentário sobre a máquina de extermínio nazista que causou polêmica e comoção em 1956. Conquistou definitivamente fama e prestígio com os dois primeiros longas-metragens que dirigiu, ambos marcos do cinema moderno criados em torno de investigações sobre a memória: Hiroshima, Meu Amor, de 1959, roteirizado pela escritora Marguerite Duras, e O Ano Passado em Marienbad, de 1961, escrito por Alain Robbe-Grillet, outro representante da vanguarda literária do chamado “novo romance francês”. Depois dessas obras-primas do cinema, Resnais construiu uma sólida carreira durante as décadas seguintes, mas foi reencontrar o prestígio simultâneo do público e da crítica apenas no final dos anos 1990, com Amores Parisienses, e no início dos anos 2000, como Medos Privados em Lugares Públicos, duas comédias românticas de costumes de grande sucesso nas bilheterias e multipremiadas em festivais ao redor do mundo.

Cinusp
Rua do Anfiteatro 181
Colméia - Favo 04
Cidade Universitária, São Paulo, SP
cleo.bz/cinusp

Ordenar por: título | data de exibição | cidade

Programação

  • Amores Parisienses
  • Amores Parisienses
  • Amores Parisienses
  • Amores Parisienses
  • Amores Parisienses

Amores Parisienses

On connaît la chanson (França 1997). De Alain Resnais. Com Agnès Jaoui, André Dussolier, Jane Birkin, Jean-Paul Roussilon, Jean-Pierre Bacri, Lambert Wilson, Sabine Azema. Em cores/120’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


Os desencontros amorosos de seis personagens, divididos entre suas rotinas profissionais e os dilemas do coração. Ao som de clássicos da música popular francesa, eles viverão alguns mal-entendidos capazes de gerar crises de ciúmes, stress e paixões inebriantes.

São Paulo

  • Cinusp
    06/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    12/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • As Estátuas Também Morrem
  • As Estátuas Também Morrem
  • As Estátuas Também Morrem
  • As Estátuas Também Morrem

As Estátuas Também Morrem

Les Statues meurent aussi (França 1953). De Alain Resnais, Chris Marker. Em preto e branco/29’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


Um documentário sobre a arte negra torna-se um panfleto anti-colonialista e anti-racista. Neste potente poema, ritmado pelas formas das estátuas africanas e pelo texto de Chris Marker, expõe-se a opressão e a destruição de uma arte e de um povo por outro povo.

São Paulo

  • Cinusp
    03/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    11/06/2013 às 14h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Ervas Daninhas
  • Ervas Daninhas
  • Ervas Daninhas
  • Ervas Daninhas
  • Ervas Daninhas

Ervas Daninhas

Les Herbes folles (França 2009). De Alain Resnais. Com André Dussolier, Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric, Sabine Azema. Em cores/104’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


Marguerite, dentista solteira, tem sua bolsa roubada na saída de uma loja. Sem que ela saiba, a carteira vai parar no chão de um estacionamento, onde é encontrada ao acaso por Georges, casado e pai de dois filhos. Movido pela curiosidade, ele examina os documentos no interior e encontra uma foto da proprietária. Intrigado, ao invés de ir à policia devolver a carteira perdida, ele decide guardá-la consigo. Inicia-se assim uma grande aventura amorosa para ele e Marguerite.
Baseado no romance L’incident, de Christian Gailly.
* Prêmio pelo conjunto da obra no Festival de Cannes 2009.

São Paulo

  • Cinusp
    07/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    13/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Eu te amo, eu te Amo
  • Eu te amo, eu te Amo
  • Eu te amo, eu te Amo
  • Eu te amo, eu te Amo

Eu te amo, eu te Amo

Je t'aime, je t'aime (França 1968). De Alain Resnais. Com Claude Rich. Em cores/91’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse

Após uma tentativa de suicídio malsucedida, um homem é selecionado para participar de uma experiência de viagem no tempo, só testada em ratos até então. Um imprevisto na experiência faz com que ele passe a vivenciar momentos do seu passado de forma fragmentada e aleatória.

São Paulo

  • Cinusp
    04/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    13/06/2013 às 14h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
Guernica

Guernica

(França 1950). De Alain Resnais. Em preto e branco/13’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


O bombardeamento da cidade de Guernica pela aviação nazista, em favor de Franco, é evocado através do afresco de Picasso e de outras de suas obras.

São Paulo

  • Cinusp
    03/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    11/06/2013 às 14h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Hiroshima Meu Amor
  • Hiroshima Meu Amor
  • Hiroshima Meu Amor

Hiroshima Meu Amor

Hiroshima mon amour (França, Japão 1959). De Alain Resnais. Com Bernard Fresson, Eiji Okada, Emmanuelle Riva, Pierre Barbaud, Stella Dassas. Em preto e branco/90’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


Participando de um filme sobre a paz em Hiroshima nos anos 50, atriz francesa passa a noite com um arquiteto japonês às margens do Rio Oda. Tudo isso traz lembranças de sua juventude na cidade de Nevers durante a Segunda Guerra Mundial, período no qual foi perseguida e apaixonou-se por um soldado alemão.

São Paulo

  • Cinusp
    03/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    12/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Medos Privados em Lugares Públicos
  • Medos Privados em Lugares Públicos
  • Medos Privados em Lugares Públicos
  • Medos Privados em Lugares Públicos
  • Medos Privados em Lugares Públicos

Medos Privados em Lugares Públicos

Coeurs (França 2006). De Alain Resnais. Com André Dussolier, Isabelle Carré, Lambert Wilson, Michel Vuillermoz, Pierre Arditi, Sabine Azema. Em cores/120’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse, São Paulo

Sinopse


Em Paris, três homens e três mulheres que não se conhecem vivem no mesmo bairro. Estão em busca do amor, apesar de nunca terem sido bem-sucedidos em todas as suas tentativas. Todos são pessoas solitárias, com o destino fazendo com que suas vidas ora se cruzem, ora se afastem.
Trata-se de uma moderna experiência sobre relações humanas, com boas doses de romance e aquele humor delicioso e sofisticado, típico de Resnais.

São Paulo

  • Cinusp
    07/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    13/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Meu Tio da América
  • Meu Tio da América
  • Meu Tio da América
  • Meu Tio da América
  • Meu Tio da América

Meu Tio da América

Mon oncle d'Amérique (França 1980). De Alain Resnais. Com Gérard Depardieu, Nelly Borgeaud, Nicole Garcia, Pierre Arditi, Roger Pierre. Em cores/125’. Classificação etária 14 anos.

Sinopse, São Paulo

Sinopse

Os labirintos aqui trilhados são os dos textos científicos de Henri Laborit. O próprio Prof. Henri Laborit explica neste filme sua teoria sobre como o ambiente interfere na formação da personalidade dos seres humanos. Ele expõe sua teoria sobre o comportamento humano, demonstrando suas ideias através de experimentos com ratos. Mas dessa vez, ao invés de ratos de laboratórios, os objetos de investigação são dois homens e uma mulher, de cidades, origens sociais e familiares diferentes, cujas vidas são acompanhadas desde a infância até a fase adulta. Como num jogo de espelhos, o filme narra a vida dos três personagens – um gerente de uma empresa em crise, uma atriz que largou a carreira artística e um político com ambições literárias.
* Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes de 1980
* Prêmio Fipresci no Festival de Cannes de 1980
* Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1980.

São Paulo

  • Cinusp
    04/06/2013 às 14h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    06/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel
  • Muriel

Muriel

Muriel ou Le Temps d'un retour (França, Itália 1963). De Alain Resnais. Com Delphine Seyrig, Françoise Bertin, Jean Dasté. Em cores/115’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse

Contando novamente com a colaboração do escritor Jean Cayrol, que escreveu o texto de Noite e Neblina, Resnais faz um novo mergulho pelos meandros da memória, pondo lado a lado passado e presente, realidade e imaginação, para contar a história de um grupo de pessoas na cidade de Boulogne, no início da década de 1960. O enredo centra-se nos personagens de uma viúva (a Delphine Seyrig, que ganhou a Taça Volpi de melhor atriz em Veneza, em 1963) e seu jovem enteado (Jean-Baptiste Thiérrée), amobos às voltas com difíceis lembranças que lhes pertubam o passado. Um antigo amor da juventude (Jean-Pierre Kérien) volta à vida da mulher e espanta o tédio de sua existência. Já o rapaz é assombrado por memórias de uma atrocidade que testemunhou durante a guerra da Argélia, quando uma jovem chamada Muriel foi torturada até a morte.

São Paulo

  • Cinusp
    04/06/2013 às 19h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    10/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Noite e Neblina
  • Noite e Neblina
  • Noite e Neblina
  • Noite e Neblina

Noite e Neblina

Nuit et Brouillard (França 1955). De Alain Resnais. Em preto e branco/32’.

Sinopse, São Paulo

Sinopse

Um dos mais importantes documentários da história do cinema mundial. Realizado em 1955, a partir de um convite feito ao cineasta Alain Resnais pelo Comitê da História da Segunda Guerra Mundial, o filme tinha como objetivo comemorar o segundo aniversário da libertação dos campos de concentração. Mas o impacto das imagens de Noite e Neblina, que ainda hoje assombram a humanidade, e do texto do escritor Jean Cayrol, um ex-prisioneiro do campo de Orianemburgo, suplantaram a sua intenção de memorial dos desaparecidos e transformaram-se num "dispositivo de alerta" contra o nazismo e todas as formas de extermínio. Mesclando imagens coloridas dos campos abandonados e filmes de arquivos, Alain Resnais dá-nos, segundo François Truffaut, "uma lição de história, inegavelmente cruel, mas merecida".
* Exibido no Brasil apenas no âmbito das cinematecas, Noite e Neblina ganhou o Prêmio Jean Vigo em 1956.

São Paulo

  • Cinusp
    03/06/2013 às 16h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo
  • Cinusp
    11/06/2013 às 14h
    Rua do Anfiteatro, 181, Favo 4- Colméias Cidade Universitária (USP) — Butantã, São Paulo