Video Game

na França

DADOS ECONÔMICOS DO GAMES NA FRANÇA

 

Na França, a indústria de jogos de vídeo só perde para a indústria de livros, alcançando um publico amplo, de todas as faixas etárias. Três de cada quatro franceses se entretém com jogos de vídeo ocasionalmente e 53% regularmente.

  • Consumo
    5 bilhões de € de renda consolidada (direita e indireitra);
    800 milhões de € para o Hardware e 1,8 bilhões € para os jogos;
    452 milhões de € para o online;
    275 milhões de € para smartphones.
  • Produção
    400 empresas;
    + de 300 milhões de € de produção investidos em 2013;
    + de 1,5 bilhões de renda no exterior gerado pela produção realizada na França.

 

O MERCADO

O mercado francês, líder europeu ao lado da Alemanha e do Reino Unido, não parou de crescer nos últimos 40 anos, registrando um aumento anual de 6% a 10%. A  parte da exportação no faturamento das empresas francesas do jogo de vídeo representa 47,6% em 2014 e os jogos são lideres de exportação no setor de vendas de produtos culturais. Devemos ressaltar, entretanto, que muitas dessas empresas são de pequeno porte, existem há menos de cinco anos e estão espalhadas por toda a França.  Sem contar com as exportações, a França registrou um faturamento de 2,7 bilhões de euros em 2013. Uma entre cada duas residências francesas possui um vídeo game.  A venda de softwares se compõe basicamente de jogos, sendo 21% para computadores de mesa e 11% para aparelhos portáteis. O mercado está atualmente saturado com a venda de consoles (hardware) de ultima geração da chamada Geração 8 (PS4, Xbox One e outros como o Wii U), além dos consoles portáteis (PS Vita, 3DS). Entre janeiro e setembro de 2014, um milhão de consoles foram vendidos.

 

OS SUPORTES DE CONSUMO

Entre os diferentes suportes para jogos, o computador continua sendo o principal, na frente dos consoles de salão e do celular, sendo que o rápido desenvolvimento de novos suportes digitais (tablets e smartphones) provavelmente os colocará em primeiro lugar, à medida que o numero de aparelhos vendidos for aumentando.

 

Repartição do Faturamento (Chiffre d’affaires) em 2014

 [imagem]

Fontes : Estimação SELL, painel GfK final 2014

 

EMPRESAS COM BOM DESEMPENHO

A diversidade de práticas e de mercados permite que se perceba o alto nível das empresas francesas e a sua adaptação aos diferentes clientes. A França já é reconhecida desde os anos 80 pela qualidade de suas produções para consoles, e o surgimento de novos mercados digitais permite que algumas empresas se tornem rapidamente lideres em jogos em vídeo nas redes sociais e para celulares. Desta maneira, a empresa Pretty Simple transformou-se em apenas quatro anos no 2° editor mundial de jogos no Facebook. Outros bons exemplos são a Dont Nod Entertainment e a Amplitude Studios.

Os jogos de vídeo fazem surgir campeões internacionais muito rapidamente: a Ubisoft passou a ser o 3° editor mundial de jogos de vídeo, em apenas 20 anos.  O sucesso estrondoso do editor Focus Home Interactive é também uma revelação dessa capacidade, única dentro da indústria cultural.

 

O FINANCIAMENTO

A produção é principalmente auto financiada, e os apoios públicos (Crédit d’impôt, FAJV), apesar de serem solicitados, participam pouco do financiamento das produções, porque são muito vinculativos, e tem um impacto limitado sobre o financiamento das produções em geral.

 

Repartição dos modos de financiamento nos orçamentos de produção

[imagem]

Fonte: Baromètre du jeu vidéo en France 2014 – SNJV/IDATE-sept 2014

 

OPORTUNIDADES E DESAFIOS

As oportunidades futuras do mercado estão principalmente nas soluções digitais do tipo “serviços em formato de jogo”. Os jogos com transmissão de dados na nuvem (cloud gaming) propõem aos jogadores uma experiência interativa, acessível a distancia e sem necessidade de download, sendo essa a mais forte tendência de modelo econômico para os próximos anos. Paralelamente ao crescimento dos jogos portáteis, sociais e on-line, uma nova geração de consoles com múltiplas telas está se desenvolvendo rapidamente, permitindo, graças aos novos sistemas de armazenamento, que os jogadores compartilhem conteúdos, tenham acesso ao streaming e à administração de jogos para multi-usuários, permanecendo conectados ao jogo e tendo uma segunda tela para continuar a partida no tablet ou no smartphone, com joy stick ou num console portátil, podendo ainda compartilhar suas sequencias de jogos nas redes sociais.

 

"LE GAME"

Le Game é a nova marca do vídeo game à francesa no exterior. Iniciativa do Sindicato Nacional do Video Game, Le Game reúne associações regionais e pólos de competitividade franceses, além de diversas associações profissionais, de Ubifrance e da AFII (Agência francesa de investimentos no exterior). Le Game tem como objetivos a promoção e o estabelecimento de serviços comuns no exterior, afim de desenvolver as exportações e incentivar a implantação na França.
le-game.net

 

"UBISOFT - um sucesso no mundo e no Brasil"

Ubisoft passou a ser o 3° editor mundial de jogos de vídeo, em apenas 20 anos. A Empresa tem uma presença internacional forte, com 29 estúdios espalhados em 6 continentes e conta com mais de 10 000 colaboradores. Vários jogos criados pela Ubisoft se tornaram sucessos mundiais (Assassins Creed com 91 miliões de jogos vendidos, Far Cry com 28 miliões, Just dance com 54 miliões). No Brasil, a empresa conseguiu criar uma forte comunidade de fãs (4 milhões de fãs na página Facebook, quase 400 000 no canal youtube), e as vendas no continente da América Latina cresceu de 600% desde 2011 (1,5 milhões de jogos vendidos em 2014)!